Ao iniciar o clareamento dentário a laser, é importante salientar que alguns hábitos que levaram ao manchamento dos dentes devem ser corrigidos ou, de alguma forma, contornados. Bebidas com alto teor de pigmentação, como chás, cafés, refrigerantes a base de cola, vinho tinto e alimentos com corantes fortes, devem ser suspensas ou evitadas durante todo o tratamento de clareamento dentário a laser. Pacientes fumantes também deve limitar-se a um número menor de cigarros, cachimbos e/ ou charutos por dia. Essa mudança de hábito é fundamental para que haja uma real melhora na coloração dos dentes durante o tratamento de clareamento dentário a laser. Veja nosso video explicativo sobre o clareamento dentário a laser.

O que é o clareamento dentário a laser?

O clareamento dentário a laser ou com fonte de luz, ou branqueamento com fonte de luz, tem como finalidade clarear os dentes a fim de fazê-los parecer mais brancos. O clareamento dentário a laser é um procedimento cosmético, feito para melhorar a aparência do sorriso. O clareamento dentário a laser feito no consultório proporciona dentes mais brancos em um período de tempo mais curto, quando comparado ao clareamento convencional. Com um diagnóstico preciso, um adequado planejamento do caso e a seleção e atenção à técnica, o clareamento dentário a laser pode ser o tratamento mais simples e menos invasivo para clarear dentes escurecidos. O clareamento dentário a laser pode, também, diminuir ou eliminar muitas manchas em dentes que foram submetidos a tratamento de canal.

Como é feito o clareamento dentário a laser?

Antes da aplicação do gel de clareamento, uma profilaxia dentária deve ser realizada com o objetivo de remover a placa bacteriana, cálculo dentário e manchas superficiais que estejam presentes. Essa limpeza prévia garante uma visualização e diferenciação das manchas intrínsecas das extrínsecas. Além disso, uma profilaxia permite que haja um maior contato do gel clareador com toda a superfície dos dentes, aumentando o potencial de clareamento.

A técnica de clareamento dentário a laser

A técnica de clareamento dentário a laser só pode ser realizada em consultório e sob a supervisão de um profissional. Nela, os géis clareadores apresentam uma concentração mais alta que na técnica caseira, sendo que a concentração mais preconizada é a de peróxido de hidrogênio a 35%. É feita uma proteção dos tecidos moles na região entre os dentes e a gengiva, e aplica-se o gel sobre os dentes. Em seguida, uma fonte de luz é direcionada sobre os dentes, promovendo uma degradação mais rápida do peróxido, acelerando a velocidade de clareamento e aumentando os resultados. O procedimento de clareamento dentário a laser leva em média de quarenta e cinco a sessenta minutos, e mais de uma aplicação pode ser necessária para clarear os dentes superiores e inferiores.

As expectativas do paciente

As expectativas do paciente devem ser reais. Dependendo do grau de coloração e manchamento dos dentes, nem sempre o resultado será dentes extremamente brancos e claros. O paciente deve encarar o clareamento como uma maneira de melhorar a coloração inicial do seu sorriso. Em casos de manchas muito escurecidas e profundas, outros procedimentos estéticos complementares podem se fazer necessários, como a microabrasão, recobrimento com resinas compostas ou facetas de porcelana.

Etapas do clareamento no consultório:

  • Limpeza dos dentes com ultrassom, removendo a placa supragengival. Em seguida é realizado um polimento do esmalte com taças de borracha e pastas de polimento, removendo resíduos e manchas superficiais.
  • Retratores de bochecha e lábios e um protetor de língua são colocados para manter os dentes secos durante toda a aplicação. Uma proteção da gengiva e da bochecha é feita através de um lençol de borracha ou gaze cuidadosamente colocada.
  • Uma resina fluída é usada como barreira na margem gengival, entre o dente e a gengiva, protegendo-a da solução de clareamento.
  • Com um pincel ou uma seringa, os dentes são cobertos com o gel de clareamento. Esse gel geralmente possui uma concentração de peróxido de hidrogênio de 35 a 37%%, a concentração que pode variar de acordo com diversos fatores, tais como o grau de branqueamento desejado, o tempo de aplicação e a sensibilidade de cada paciente.
  • Uma fonte de luz é direcionada sobre os dentes cobertos com o gel, promovendo uma degradação mais rápida do peróxido, acelerando a velocidade de clareamento e aumentando os resultados. Em uma única sessão, são feitas quatro aplicações de dez minutos em cada arco dentário.
  • Ao final da aplicação, o gel de clareamento é aspirado e os dentes são lavados. Uma aplicação tópica de flúor pode ser feita, diminuindo os efeitos da sensibilidade.
  • Para maximizar os resultados do clareamento e garantir sua durabilidade, é necessário evitar alimentos e bebidas que contenham corantes fortes pelas quarenta e oito horas seguintes à aplicação (café, chá, vinho tinto, frutas vermelhas, molhos a base de soja, refrigerantes escuros, derivados do tabaco, ketchup, etc.).