A periodontite é uma doença silenciosa e seus sintomas podem permanecer camuflados até um estágio mais avançado da doença. Estes são alguns sinais de alerta desta doença:

  • Gengiva inchada, vermelha e sensível;
  • Sangramento durante a escovação e no uso do fio dental;
  • Retração gengival que passa a impressão de dentes mais compridos;
  • Dentes com mobilidade ou espaços entre eles;
  • Pus e secreções entre os dentes e a gengiva;
  • Aftas;
  • Mau hálito persistente;
  • Pequeno movimento dos dentes ao fechar a boca;
  • Abscessos.

causa da gengivite 1 causa da gengivite 2 causa da gengivite 3

A dor normalmente não é um sintoma da periodontite, o que explica, em parte, porque os estágios iniciais da periodontite podem passar despercebidos. Ao se dar conta, a periodontite pode estar em um estágio avançado e crônico, com danos irreversíveis. Muitas vezes, a única maneira de diagnosticar a periodontite é através de um exame clínico.

Como saber se tenho periodontite?

O osso e a gengiva devem se adaptar e envolver o dente como uma gola olímpica ao redor do pescoço. Na presença da periodontite, os tecidos de suporte (gengiva e osso) são destruídos, formando-se bolsas que acumulam restos alimentares, células mortas e bactérias ao redor do dente. Com o tempo, essas bolsas se aprofundam, formando um espaço ainda maior para as bactérias. Com o acúmulo dessas bactérias ao redor do dente, a contaminação avança abaixo da margem da gengiva e ocorre a destruição óssea, retração da gengiva e, consequentemente, a perda do dente.

Avaliacao para a periodontite

Durante o exame clínico, é realizada uma série de procedimentos para verificar a presença da periodontite. Se há suspeita de periodontite, o dentista encaminha o paciente para um periodontista – dentista especializado no diagnóstico e tratamento da periodontite. Uma história medico-dentária do paciente deve revelar os problemas periodontais, doenças subjacentes que possam estar contribuindo para o problema e quaisquer medicamentos que o paciente esteja tomando. O diagnóstico da periodontite é determinado pela análise da informação colhida através do exame clínico, radiográfico e história pregressa do paciente. Tanto no exame clínico como no radiográfico, é possível avaliar a quantidade de osso perdido e a quantidade de gengiva retraída em todos os dentes da boca. Essa mensuração ajuda a determinar a severidade e a extensão da periodontite.