Doença Periodontal e a saúde do coração

Indivíduos que apresentam a doença periodontal são duas vezes mais prováveis de serem acometidos de doença coronariana do que aqueles sem a doença periodontal. Alguns pesquisadores acreditam que as bactérias orais podem entrar na corrente sanguínea e, agregando placas de gordura nas artérias coronárias, contribuem para a formação de coágulos que podem desencadear um ataque cardíaco. E o risco é maior para pacientes com doença periodontal extensa.

doencas da gengiva e diabetes 1 doença periodontal 1 doença periodontal 2

A pressão arterial elevada (hipertensão), acidente vascular cerebral (AVC) e colesterol alto também têm sido associados à doença periodontal em estudos científicos ao longo de décadas. Quanto mais grave a periodontite, maior o risco de problemas do coração. Alguns especialistas acreditam que fatores imunológicos que causam essa reação são liberados na corrente sanguínea durante a doença periodontal, causando lesões nas artérias que fornecem sangue ao coração. Outras evidências sugerem que as bactérias causadoras de doenças periodontais em si – especialmente P. gingivalis, T. denticola, T.forsythia e as espécies de estreptococos – podem ser o principal culpado.

Em 2005, o Estudo Vascular e Epidemiológico de Doenças (INVEST) nos Estados Unidos determinou uma associação entre doenças cardiovasculares e as bactérias que causam doenças periodontais. Nesse estudo, os níveis mais elevados de bactérias orais foram associados às artérias carótidas mais espessas (um indício de ataque cardíaco e acidente vascular cerebral). Especialistas alertam que o tratamento das doenças de gengiva pode reduzir o risco de doença cardíaca.