Os sinais e sintomas da periodontite podem ser tratados, restabelecendo saúde ao periodonto. Porém, diferentemente da gengivite, na qual basta a remoção da placa bacteriana para tornar a doença reversível e sem seqüelas, na periodontite, a destruição dos tecidos de suporte do dente provoca seqüelas e cicatrizes. Outro fator importante que o paciente deve entender é que uma vez diagnosticada e tratada a periodontite, não impede a sua recidiva, isto é, o reaparecimento da periodontite. Nesses casos, uma terapia de suporte e acompanhamento a periodontite é necessária. Com o tratamento adequado e com controle de placa e biofilme, a maioria das pessoas que apresentam a periodontite pode manter os dentes durante toda vida. Pacientes que têm consultas regulares e visitas de manutenção podem prevenir ou minimizar a recorrência da periodontite.

Prevenindo a periodontite

A Academia Americana de Periodontologia afirma que até 30% da população podem ser geneticamente susceptíveis à periodontite. E aqueles que são geneticamente predispostos têm seis vezes maior probabilidade de desenvolverem algum tipo de doença gengival. Se alguém na sua família tem doença de gengiva, pode significar uma maior propensão para você também. Se você é mais suscetível à periodontite, consulte um periodontista para exames e limpezas. Nos demais, a prevenção da periodontite tem início em casa, mantendo hábitos saudáveis através de uma escovação eficiente e adequada, higienização dos dentes, das gengivas, da língua e das bochechas. O uso do fio dental é muito importante para a limpeza de bactérias e restos alimentares entre os dentes, onde a escova não consegue alcançar. As limpezas e profilaxias com o profissional devem ser mantidas rotineiramente.

Fumo, alimentação e estresse influenciam na periodontite.

Algumas alterações de saúde e estilo de vida que diminuiriam o risco, a gravidade e a velocidade de desenvolvimento de doença periodontal incluem:

- Parar de fumar: O tabagismo é um fator de risco significativo para o desenvolvimento da periodontite. Fumantes são sete vezes mais propensos a ter doença gengival do que não fumantes, e fumar pode reduzir as chances de sucesso de alguns tratamentos.

- Reduzir o estresse: O estresse pode tornar difícil a ação do sistema imunológico no combate de infecções.

- Manter uma dieta bem equilibrada: A nutrição adequada ajuda a combater a infecção do sistema imunológico. Comer alimentos com propriedades antioxidantes, que contenham vitamina E (óleos vegetais, nozes, vegetais de folhas verdes, etc.) ou vitamina C (frutas cítricas, brócolis, batatas, etc.) pode ajudar no processo de reparo do corpo.

- Evitar apertar e ranger os dentes: são ações que colocam força excessiva sobre os tecidos de suporte dos dentes e podem aumentar a taxa de tecidos destruídos.