O que é prótese fixa dentária?

A prótese fixa dentária é uma substituição dos dentes que foram perdidos devido à destruição coronária ou a restauração de dentes que foram submetidos a um tratamento de canal, conferindo maior resistência ao dente. A restauração através da prótese fixa dentária pode restabelecer apenas um dente, uma prótese fixa unitária, ou vários dentes, chamada de ponte fixa ou prótese parcial fixa.

protese fixa 1 protese fixa 2 protese fixa 3

A prótese fixa dentária é durável?

A durabilidade de uma prótese fixa dentária depende de inúmeros fatores, entre eles a experiência e a habilidade do cirurgião dentista e o seu conhecimento da especialidade protética. Também deve ser considerada a qualidade dos materiais de uso da clínica odontológica nas etapas de preparo, moldagem e cimentação da prótese fixa dentária. Outro fator é a qualidade dos materiais utilizados na confecção da prótese fixa dentária pelo laboratório protético. Esses fatores estão diretamente ligados ao profissional da área. Outros fatores como a higiene bucal do paciente e os seus cuidados, e a frequência das consultas periódicas para a manutenção da prótese fixa dentária e dos tecidos que a apoiam devem ser levados em consideração. Nesses casos, uma prótese fixa dentária, seja ela parcial ou unitária, tem um prognostico de durabilidade muito boa, de no mínimo 10 anos.

Quando é indicada a prótese fixa dentária?

A prótese fixa dentária deve ser indicada para dentes que sofreram uma grande perda coronária devido à destruição por cárie, trauma, ou restaurações de amalgama ou resina muito extensas. Em alguns casos nos quais o dente foi submetido a um tratamento de canal, o seu recobrimento coronário por uma prótese fixa dentaria tem como objetivo prevenir a fratura do dente devido ao esforço da mastigação. Já a prótese fixa dentária parcial, que é formada por dois ou mais dentes, é indicada no caso da ausência ou da perda de um ou mais dentes, substituindo vários dentes. Devido ao fato da prótese fixa dentária parcial ou ponte fixa dentária ser apoiada em vários dentes, o seu uso tem diminuído com a alternativa pela prótese sob implante.

Como fazer a limpeza da prótese fixa dentária parcial?

Apesar da prótese fixa dentária, seja ela feita de metal ou de porcelana, não ser sujeita a cárie, o acúmulo de placa no encontro da gengiva com o dente acontece da mesma forma como em um dente natural. Portanto, os cuidados de higiene bucal da prótese fixa dentaria são os mesmos de uma dentição natural. Uma adequada técnica de escovação com escova de dentes e creme dental, e o uso do fio dental são fundamentais para a longevidade da prótese fixa. A deficiência na higienização ou a falta dela compromete a longevidade da prótese fixa.

Para colocação da prótese parcial fixa é preciso fazer tratamento de canal nos dentes de suporte?

A necessidade do tratamento de canal do dente depende dos seguintes fatores: extensão da carie, remanescente de estrutura sadia, nível de comprometimento da polpa do dente, grau e extensão das restaurações preexistentes, sensibilidade do dente, espaço necessário para a confecção e cimentação da prótese fixa, entre outros. Esses fatores devem ser levados em consideração antes do início da prótese fixa. Uma vez que há necessidade do tratamento de canal do dente e a prótese já foi cimentada, deve-se removê-la, realizar o tratamento de canal e confeccionar uma nova prótese. Portanto, em alguns casos, torna-se necessário o tratamento de canal antes do início do tratamento protético.

De que é feita a prótese parcial fixa?

A prótese fixa dentária pode ser feita de metal, de metal revestido com resina, de metal revestido com porcelana ou inteiramente de porcelana. Essa última é chamada de prótese metal-free.

A colocação da prótese parcial fixa é demorada?

O tratamento protético com esse tipo de restauração leva em media de 2 a 3 consultas. Na primeira consulta, é realizado um preparo prévio do dente e é colocado um dente provisório, semelhante ao dente final. Em uma segunda consulta, é realizada a moldagem do dente e a confecção de um modelo do paciente que é, então, encaminhado ao laboratório de prótese dentária. Na terceira consulta, a prótese dentária fixa está pronta para a cimentação. Durante essa terceira etapa, a prótese pode necessitar de alguns ajustes, sendo assim, ela é enviada novamente ao laboratório para receber um novo polimento e então é cimentada em uma consulta seguinte.

Casos que exigem uma reabilitação extensa, nos quais mais de três ou quatro dentes receberão próteses, mais consultas são necessárias devido à quantidade de dentes a serem restaurados. Mais importante que o número de consultas, é a importância de que cada etapa de confecção prova e cimentação da prótese seja feita de forma cuidadosa, observada com detalhes e aceitação do paciente e do cirurgião dentista. Apressar ou pular qualquer etapa do tratamento certamente prejudicará o resultado final.

E enquanto a prótese parcial fixa é confeccionada o paciente fica sem os dentes?

Não, durante o tratamento para colocação da prótese dentária fixa, é colocado um dente provisório, feito em resina acrílica e cimentado com um cimento temporário, o que permite a sua remoção na consulta seguinte.

Porque é preciso substituir o dente perdido por uma prótese parcial fixa?

A ausência de um ou mais dentes pode promover uma instabilidade da mordida, movimentando os dentes vizinhos ao espaço ou até mesmo alterando todo o sistema dento esquelético facial, causando desconforto na articulação tempo-mandibular e alterações estéticas faciais. Os dentes são importantes para a mastigação, para a fala e para expressar emoções através do sorriso.

Dentes perdidos provocam uma diminuição na capacidade mastigatória, diminuindo o trituramento dos alimentos e, consequentemente, uma menor absorção dos nutrientes devido à dificuldade de digestão e absorção do bolo alimentar. A perda dos dentes também leva a alteração na fonética, isso é na sonoridade das palavras ao conversar. Certamente, a perda dos dentes também provoca um profundo dano na autoestima do paciente, impossibilitando-o de interagir naturalmente com outras pessoais.